Instituto Açoriano de Cultura
Página inicial | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Eventos de 1999
Projectos Agenda Livraria virtual o IAC
 
 
 
 
Pedro Calapez
 

Palácio dos Capitães-Generais, 19 de Novembro a 20 de Dezembro de 1999 Angra do Heroísmo

Pedro Calapez nasceu em Lisboa (1953) onde vive e trabalha. Tendo iniciado estudos de engenharia civil, transferiu-se para a Escola de Belas Artes de Lisboa em 1976, depois de ter frequentado o Curso de Formação Artística da Sociedade Nacional de Belas Artes. Enquanto frequentou Belas Artes trabalhou como fotógrafo profissional até lhe ser possível dedicar-se de um modo intensivo à pintura (a partir de 1985). Entre 1986 e 1998 foi professor no Ar.Co, Lisboa, tendo sido responsável pelos departamentos de desenho e de pintura. Começou a participar em exposições ainda nos anos 70 tendo realizado a sua primeira exposição individual em 1982.

Individualmente mostrou o seu trabalho em diversas galerias e museus sendo de referir “Manuscrito incompleto”, Galeria Quadrum, Lisboa (1986); “Histórias de objectos”, Casa de la Cittá, Roma, Carré des Arts, Paris e Fundação C.Gulbenkian, Lisboa (1991); “Petit jardin et paysage”, instalação na Capela Salpêtriére, Paris (1993); “muro contra muro”, instalação , Galeria Luís Serpa, Lisboa (1995); “memória involuntária”, Museu do Chiado, Lisboa (1996); “Campo de Sombras”, Fundació Pilar i Joan Miró a Mallorca (1997); “del otro lado-en el otro lado”, Galeria Bores & Mallo, Cáceres e “Studiolo”, INTERVAL-Raum fur Kunst & Kultur, Witten, Alemanha (1998);“Tras la ventana”, Galeria Luis Adelantado, Valencia e “jardim suspenso”, Galeria Presença , Porto (1999). Nas diversas exposições colectivas destaca-se a sua participação nas bienais de Veneza (1986) e S. Paulo (1987 e 1991) e nas exposições: “Depois do Modernismo” ,S.N.B.A., Lisboa (1983); “Ill Exposição Geral de Artes Plásticas”, F.C.Gulbenkian, Lisboa (1986); “Lisbonne aujourd'hui”, Museu de Toulon (1988); “10 Contemporâneos”, Museu Nacional de Arte Moderna, Casa de Serralves, Porto (1992); “Perspectives”, Centre d'art contemporain de Marne-La-Vallée (1994); “Depois de Amanhã”, Centro Cultural de Belém, Lisboa (1994); “Ecos de la materia”, Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo Badajoz (1996), “Tage Der Dunkelheit Und Des Lichts”, Kunstmuseum Bonn (1999).

Realizou igualmente cenografias para espectáculos assim como executou diversas obras públicas tendo projectado uma praça para a Exposição Mundial de Lisboa 1998 e um painel cerâmico para o Metropolitano de Lisboa.Está representado em diversas colecções públicas e privadas referindo-se por exemplo a Secretaria de Estado da Cultura, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Luso Americana, Museu Serralves, Caixa Geral de Depósitos, Chase Manhattan Bank N.A., Fundació Pilar i Joan Miró em Mallorca, Fondación Prosegur, Madrid. Recebeu, entre outros, o prémio União Latina em 1990, o Prémio de Desenho da Fundació Pilar i Joan Miró, de Mallorca em 1995 e o Prémio “Ciutat de Palma”, Palma de Mallorca, em 1999.

Eventos a decorrer
Eventos previstos
Eventos passados
Última actualização em 2004-12-28