Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º 7  01/04/2005

Atlântida - Revista de Cultura, vol. XLIX - 2004



Saiu recentemente do prelo o volume XLIX da Atlântida - Revista de Cultura, (http://www.iac-azores.org/livraria/atlantida.html) correspondente ao ano de 2004, o qual, a partir das próximas semanas, estará disponível nos pontos de venda habituais. Desta feita o IAC-Instituto Açoriano de Cultura cumpre o compromisso anual da sua publicação.

Este volume compila 28 textos divididos pelas seguintes secções: Ciências Humanas (“Meios burgueses e negócios em territórios periféricos: o distrito de Angra do Heroísmo, 1860-1910”, de Paulo Silveira e Sousa; “Brianda Pereira: a construção do mito”, de Carlos Enes; “Açorianos no comércio do Rio de Janeiro no século XX”, de Judite Evangelho; “Sobrevivências culturais açorianas no Rio Grande do Sul”, de Véra Lucia Maciel Barroso; “Os segredos da mulemba”, de Lúcio Flávio da Silveira Matos; e “A morte na Candomblé”, de Maria das Graças Souza), Estudos e Criação Artística (“Os portais manuelinos das ilhas dos Açores”, de Rui Carita; “O Alto da Mãe de Deus em Ponta Delgada”, de Sérgio Resendes; “No rasto de um monumento perdido do património do Faial: a antiga casa da Câmara da Horta”, de Carlos Caetano; “A legislação do projecto urbano liberal”, de Marta Macedo; “Angra: do pensamento medieval ao renascentista”, de Antonieta Costa; “Mestre Maduro Dias: um homem do século XX”, de José Olívio Mendes Rocha; “Casa dos Vulcões - Lajido, S. Roque, Ilha do Pico”, de Inês Vieira da Silva, Miguel Vieira e António Cerveira Pinto; “Música para o terceiro milénio”, de Jorge Lima Barreto e “Contexto político da nova arte tecnológica”, de Carlos Vidal), Estudos e Criação Literária (“Alfred Lewis: a Escrita e o Tempo”, de Maria Filipa Palma dos Reis; “Os Aranhiços”, de Miguel Barbosa; “Cesto sem fundo”, de Manuel Machado; “Um serão especial”, de Maria Gabriela Cabral Bernardo Funk; “Carta aberta ao poeta João Afonso”, de António Manuel Couto Viana; “A menina amarga”, de Daniel de Sá; “Roberto de Mesquita: o poeta da tristeza azul e dos longes”, de José António Garcia de Chaves; “Esta coisa de viver, escrever e morrer”, de Jesuína Fraga Barcelos; e “A Sagração da Pedra”, Norberto Ávila) e Outros Saberes (“Lagos vulcânicos de São Migue e Terceira: caracterização hidrogeoquímica e comparação com outros lagos do Arquipélago dos Açores”, de Paulo Antunes e J. Virgílio Cruz; “Monumento Natural Regional do Algar do Carvão (Ilha Terceira): Biodiversidade e Geodiversidade”, de João Carlos Nunes, Paulo Barcelos, Fernando Pereira, Victor Hugo Forjaz e Paulo Alexandre Borges; “Memórias do Algar do Carvão (Ilha Terceira)”, de Vítor Hugo Fragueiro e “Documentação das colecções etnográficas dos museus da rede regional dos Açores”, de Maria Cristina Macedo Gonçalves).

A capa deste volume destaca uma vista antiga da Rua da Sé, de Angra do Heroísmo, mais precisamente o local onde estava situada a loja de Bento José de Matos Abreu.

Este volume contou com diversos apoios directos, a saber: Direcção Regional da Cultura, Instituto das Artes, Direcção Regional do Ambiente, Direcção Regional das Comunidades, Cimentaçor e SAAGA.

A Atlântida é reconhecida pelo rigor dos seus conteúdos e pela constante procura da inovação quer no seu formato, aspecto gráfico ou temáticas abrangentes. A publicação correspondente aos anos 98/99 marcou a renovação da revista e veio reafirmar a sua posição como revista de cultura.

Esta obra encontra-se à venda na Livraria Virtual