Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º 6  01/02/2007

IAC PROMOVE LANÇAMENTO DE OBRA SOBRE COLOMBO

O IAC-Instituto Açoriano de Cultura, promove, na próxima segunda-feira, dia 5 de Fevereiro, pelas 21h00, no salão nobre do Palacete Silveira e Paulo, a apresentação na ilha Terceira da obra de Manuel da Silva Rosa, O Mistério Colombo Revelado.

A apresentação da obra estará a cargo do Prof. Doutor José Carlos Calazans, historiador da Expansão Portuguesa, da Universidade Lusófona, que na ocasião irá proferir uma conferência com o título As Razões da Expansão e dos Descobrimentos.

A obra, uma edição da Esquilo, que saiu do prelo em Novembro de 2006 e que conta com prefácio do conhecido jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos, reúne em 648 páginas o resultado de 15 anos de trabalho de investigação de Manuel da Silva Rosa sobre o descobridor das Américas Cristóvão Colombo, mostrando-o como um português de nascimento.

Manuel da Silva Rosa, um investigador picoense que deixou a sua ilha com apenas 12 anos de idade, dedicou-se nos últimos 15 anos ao estudo de Cristóvão Colombo, e o sucesso da sua obra, que a torna já um dos itens mais procurados nos últimos tempos no nosso país, justificou uma apreciação publicada no conhecido semanário Expresso sobre ele enquanto autor «o seu livro sobre Cristóvão Colombo é uma biografia a respeitar a seriedade da velha guarda», considerando assim O Mistério Colombo Revelado, uma das obras de referência do ano 2006.

O IAC-Instituto Açoriano de Cultura considera assim a oportunidade de apoiar aquele emigrante açoriano, da ilha do Pico, radicado desde há muito nos Estados Unidos da América, neste seu regresso às ilhas e de simultaneamente trazer à Terceira um momento de reflexão em torno de um questão que está longe de estar encerrada, aliás como é reiterado pelo conteúdo de O Mistério Colombo Revelado.

Cristóvão Colombo ou Cristóvão Cólon como era conhecido, é sem dúvida uma figura controversa que tem sempre gerado polémica e é ainda pouco consensual a sua verdadeira origem. Nesta obra, Manuel da Silva Rosa, refuta as teorias mais aceites que o mostram ora como um plebeu genovês chamado Cristoforo Colombo, ora como Juan Colom corsário Catalão do Mediterrâneo, argumentando que o descobridor da América foi então um nobre Português chamado Salvador Fernandes Zarco e Colona.