Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º24 01/06/2010

IAC edita publicação do artista José Pedro Croft

O IAC-Instituto Açoriano de Cultura acaba de lançar, em co-edição com a Tristan Barbarà Editions (Barcelona-Espanha), uma nova publicação, em formato catálogo, sobre o trabalho do artista José Pedro Croft, intitulado «Gravura», que decorre da exposição apresentada por aquele Instituto, na Galeria dos Arcos do Palácio dos Capitães Generais, em Maio de 2009.

Trata-se de um trabalho gráfico de elevada qualidade composto por um conjunto de gravuras da autoria de José Pedro Croft, expostos em Angra do Heroísmo, onde a "Intensidade de luz e cor são os dados imediatos de uma experiência onde o fogo dos laranjas de mistura com a serenidade inquieta dos tonalidades de azul reenviam ao mar. Gravuras tecidas de mar, mesmo que não sejam azuis. Ficamos presos, e ao mesmo tempo sacudidos, pelo contraste entre cores, entre luz, sombra e trevas, entre claro e escuro, transparência e opacidade, entre dia e noite, entre superfície e profundidade."

José Pedro Croft, um dos mais conceituados artistas contemporâneos portugueses, nasceu no Porto em 1957, sendo que actualmente vive e trabalha na cidade de Lisboa. Concluiu a sua licenciatura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1981.

Os seus trabalhos compreendem sobretudo o desenho, a gravura e a escultura, fazendo parte de algumas das mais importantes colecções públicas e privadas internacionais. Expõe regularmente desde 1981. Está representado nas colecções do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Fundação de Serralves, Ministério da Cultura (Portugal), Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia (Espanha), Fundação Berardo (Portugal), Fundação Ellipse (Portugal), Banco de España, Banco Central Europeu, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil), Sammlung Albertina (Áustria).