Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º 35 07/11/2012

Apresentação do livro «Inventário do Património Imóvel dos Açores. São Miguel. Povoação»


No âmbito do projeto do Inventário do Património Imóvel dos Açores realizado pelo Instituto Açoriano de Cultura, no seguimento de um contrato firmado com o Governo Regional dos Açores, através da Direção Regional da Cultura, concretiza-se a publicação de um novo livro sobre o Património Imóvel, que será apresentado no próximo dia 9 de novembro (sexta-feira), pelas 20h00, no salão nobre dos Paços do Concelho da Povoação. A apresentação da obra contará com uma conferência sobre o património imóvel do concelho, proferida pela mestre Isabel Soares de Albergaria.

A edição do décimo terceiro volume do Inventário do Património Imóvel do Açores, referente ao concelho da Povoação, corresponde a mais um passo no cumprimento de um projeto estruturante para a defesa do património edificado açoriano.

Este volume resulta de um eficaz e aprofundado processo de inventariação e análise do vasto património arquitetónico edificado, tendo como base critérios técnico-científicos claros e fundamentados.

Independentemente da quantidade e do valor patrimonial dos imóveis inventariados na Povoação, destacam-se pelo número e, em alguns casos, pelas características ímpares encontradas, as inúmeras unidades paisagísticas construídas (vulgo parques e/ou jardins) que denotam particularidades e vivências do passado recente (séculos XIX e XX) deste concelho, revelando profundas influências externas - geográficas e culturais - que contribuíram para matizar a complexa, elaborada e consistente identidade açoriana.

O livro, com cerca de 230 páginas, para além de integrar um texto metodológico sobre o projeto, contém ainda textos de Rute Dias Gregório sobre o enquadramento histórico daquele concelho («O Concelho da Povoação: Esboço Histórico »), de Isabel Soares de Albergaria sobre «O Vale Formoso: Lugar de Vilegiaturas e de Jardins Luxuriantes», José Manuel Fernandes sobre a evolução da estrutura urbana («Aspetos de História do Urbanismo e da Arquitetura do Concelho da Povoação») e de João Vieira Caldas sobre «A Matriz Velha da Povoação e a sua Fachada Micaelense». São ainda publicados 11 mapas com a localização genérica dos 114 casos inventariados, as suas respetivas fichas descritivas e um pequeno glossário.

Salientamos, com enorme regozijo, o facto de neste momento já se encontrar cumprido o objetivo do contrato firmado entre o Instituto Açoriano de Cultura e o Governo dos Açores (assinado em 1997) que visava a inventariação do património edificado dos dezanove concelhos da Região Autónoma dos Açores. Trabalho este que vem sendo complementarmente divulgado ao grande público através de edições em livro (por concelho), em CD (por ilha) e através da Internet (www.inventario.iacultura.pt).